Bom dia! Hoje é domingo, 21 de julho de 2019 | 07:45

Dinheiro Bloqueado / Rádio Central do Brasil - Rogério Athayde - Todos os Dias - Jornal da Central do Brasil
Imprimir matéria

24/05/2019 [13h51] | Jornal da Central do Brasil

Dinheiro Bloqueado

Dinheiro Bloqueado

A Justiça Federal do Paraná bloqueou cerca de R$ 3,57 bilhões do MDB, do PSB, de políticos e de empresas. O bloqueio foi divulgado nesta sexta-feira (24), pelo Ministério Público Federal (MPF).

Essa decisão é referente a uma ação de improbidade administrativa da Operação Lava Jato, movida pelo MPF e pela Petrobras.

Entre os acusados que respondem ao processo, estão os parlamentares Valdir Raupp (MDB-RO), Eduardo da Fonte (PP-PE) e Fernando Bezerra (MDB-PE) ? atualmente líder do governo no Senado. Antes de ingressar no MDB, em 2018, Fernando Bezerra era filiado ao PSB e chegou a ser líder da legenda no Senado.

O bloqueio também atinge os espólios de Sérgio Guerra (PSDB-PE) e Eduardo Campos (PSB-PE), políticos que já morreram.

As empresas acusadas na ação são a Queiroz Galvão e a Vital Engenharia Ambiental.

Valores bloqueados:

Os R$ 3,57 bilhões são o resultado da soma dos limites máximo de valores que devem ser bloqueados nas contas dos investigados. Veja o detalhamento:

  • R$ 1.894.115.049,55 do MDB, de Valdir Raupp, da Vital Engenharia Ambiental, de André Gustavo de Farias Ferreira, de Augusto Amorim Costa, de Othon Zanoide de Moraes Filho, Petrônio Braz Junior e espólio de Ildefonso Colares Filho;
  • R$ 816.846.210,75 do PSB;
  • R$ 258.707.112,76 de Fernando Bezerra Coelho e espólio de Eduardo Campos;
  • R$ 107.781.450,00 do espólio de Sérgio Guerra;
  • R$ 333.344.350,00 de Eduardo da Fonte;
  • R$ 200.000,00 de Maria Cleia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha;
  • R$ 162.899.489,88 de Aldo Guedes Álvaro;
  • 3% do faturamento da Queiroz Galvão.

O MPF havia pedido os bloqueios para a 1ª instância da Justiça, que negou. Então, os promotores recorreram à 2ª instância ? o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) ?, que autorizou.

Portanto, a Justiça Federal cumpre agora, com o despacho do juiz Friedmann Anderson Wendpap da 1ª Vara Federal de Curitiba, o que foi determinado pelo TRF-4. A decisão da Justiça Federal é de terça-feira (21).

'Amplo esquema criminoso'

De acordo com o TRF-4, há indícios da prática de atos de improbidade por líderes de partidos e agentes públicos em prejuízo ao erário.

Para o tribunal, é necessário "garantir a efetividade do resultado final da ação ? em que apurada a existência de um amplo esquema criminoso, com prejuízos expressivos para toda a sociedade".

Dois esquemas que desviaram verbas da Petrobras foram descritos na ação que tramita na Justiça Federal.

Um deles envolve contratos vinculados à diretoria de Abastecimento, de Paulo Roberto Costa. Esses contratos, entre eles os vínculos com a construtora Queiroz Galvão, foram firmados individualmente ou por intermédio de consórcios.

Outro contrato é relacionado ao pagamento de propina no âmbito da CPI da Petrobras, em 2009.

De acordo com o MPF, Fernando Bezerra, que na época era secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, solicitou R$ 20 milhões em propina a Paulo Roberto Costa, diretor da Petrobras.

Segundo a força-tarefa, o ex-governador do Pernambuco Eduardo Campos e Fernando Bezerra, ambos na época do PSB, receberam propinas desviadas da construção da Refinaria Abreu e Lima.

O MPF explicou que a força-tarefa da Lava Jato e a Petrobras consideraram as atividades ilícitas como atos de improbidade e, por isso, foram pedidas a sanção de ressarcimento ao erário e a condenação à compensação dos danos morais e coletivos.

O que dizem os citados

Segundo o MDB, a decisão dada pelo TRF-4 de bloqueio de valores de R$ 1,8 bilhão não se refere ao MDB Nacional, mas ao diretório estadual de Rondônia. Segundo o partido, "pela legislação, os diretórios estaduais do partido são financeiramente e judicialmente autônomos, inclusive sendo pessoas jurídicas distintas". Por sua vez, o MDB de Rondônia afirmou que ainda não foi notificado da decisão.

A reportagem entrou em contato com o PSB, mas ainda não obteve retorno.

A defesa de Fernando Bezerra afirmou que as acusações "não se sustentam". Segundo os advogados do senador, os mesmos elementos instruíram um inquérito criminal que foi arquivado pelo STF e que a ação de improbidade está prescrita.

"O Juiz da 1ª Vara Federal de Curitiba, Friedmann Anderson Wendpap, determinou a extinção liminar do processo com relação a todo o núcleo político, tendo em vista que aquele não era o juízo competente para processar a ação", afirma a defesa de Fernando Bezerra. De acordo com os advogados do senador, a decisão do bloqueio é provisória e será submetida ainda ao colegiado da 4ª Turma do TRF-4.

A defesa de Fernando Bezerra informou também que tomará as medidas cabíveis para demonstrar "que não existem elementos probatórios capazes de vincular o Senador Fernando Bezerra Coelho às acusações de improbidade administrativa da Operação Lava Jato".

O deputado Eduardo da Fonte afirmou que ficou surpreso e classificou o bloqueio como "absurdo". "Esse caso já foi rejeitado pelo STF. Confiamos na justiça para que possamos esclarecer esses fatos. A verdade prevalecerá", afirmou.

A Construtora Queiroz Galvão informou que não vai comentar a decisão do tribunal.

A Vital Engenharia Ambiental informou que "não tem, e nunca teve, qualquer contrato ou sequer participou de qualquer processo de seleção de fornecedores junto à Petrobras e que confia na Justiça". A reportagem entrou em contato com a defesa de Eduardo Campos, mas ainda não recebeu resposta.

Fonte: JCB

Comentários

Outras matérias

  • Jornal da Central do Brasil

    Furtou usando Tornozeleira Eletrônica

    Um homem com tornozeleira eletrônica furtou vários objetos de dentro de uma casa de festas na estrada dos Três Rios, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Câmeras de segurança mostram o ladrão andando tranquilamente pela casa de festas e usando um isqueir...
  • Jornal Central do Brasil

    Operação Policial

    Polícia faz operações em diferentes regiões do RJ na manhã desta quarta. Homens do Comando de Operações Especiais atuam nos morros do Turano e Prazeres. Na Zona Oeste, um helicóptero blindado Polícia Civil sobrevoava a Cidade de Deus. Os militares também ...
  • Jornal da Central do Brasil

    Polícia Federal

    PF prende um dos operadores do doleiro Dario Messer. Mario Libman é acusado de manter esquema de lavagem de dinheiro há pelo menos oito anos. Ele foi preso em casa, em Ipanema, por volta das 6h30 da manhã. O filho dele, Rafael Libmann, também é alvo da op...
  • Jornal Central do Brasil

    Reforma da Previdência

    Onyx Lorenzoni e Marcelo Álvaro Antônio são exonerados para votarem pela reforma. Os ministros da Casa Civil e do Turismo reassumiram os mandatos como deputados para apoiarem o governo. Outros dois são parlamentares são Tereza Cristina, da Agricultura, qu...
  • Jornal da Central do Brasil

    Operação Policial

    A Polícia Civil deflagrou uma operação, na manhã desta terça-feira (9), para desarticular uma quadrilha especializada em roubo de carros no Distrito Federal. Segundo as investigações, o grupo mirava veículos dirigidos por mulheres nas regiões de Águas Cla...

RECADOS

  • Ireni Silvestre Barbosa Teixeira | Monte Alto - SP

    Ireni Silvestre Barbosa Teixeira

    27/02/2019 às 18h49

  • NARA MARIA DE ALMEIDA | PORTO ALEGRE - RS

    OBRIGADA IRMÃOS DE LUZ.....GOSTARIA DE RECEBER SEMPRE ATENDIMENTO EM MINHA CASA...NA MINHA VIDA...E TBEM PARA MINHA FILH...

    11/02/2019 às 17h17

  • Edjane | Arapiraca - AL

    Ouuuu delicia de musica ameiiiii

    19/11/2018 às 20h40

Escrever recado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

Copyright 2018 WEB-RÁDIO CENTRAL DO BRASIL «« Todos os direitos reservados »»
0%
Streaming Local7 Sites