Boa tarde! Hoje é quinta-feira, 14 de novembro de 2019 | 16:30

Dinheiro Bloqueado / Rádio Central do Brasil - Programa: Rogério Athayde - Jornal Central do Brasil
Imprimir matéria

24/05/2019 [13h51] | Jornal da Central do Brasil

Dinheiro Bloqueado

Dinheiro Bloqueado

A Justiça Federal do Paraná bloqueou cerca de R$ 3,57 bilhões do MDB, do PSB, de políticos e de empresas. O bloqueio foi divulgado nesta sexta-feira (24), pelo Ministério Público Federal (MPF).

Essa decisão é referente a uma ação de improbidade administrativa da Operação Lava Jato, movida pelo MPF e pela Petrobras.

Entre os acusados que respondem ao processo, estão os parlamentares Valdir Raupp (MDB-RO), Eduardo da Fonte (PP-PE) e Fernando Bezerra (MDB-PE) ? atualmente líder do governo no Senado. Antes de ingressar no MDB, em 2018, Fernando Bezerra era filiado ao PSB e chegou a ser líder da legenda no Senado.

O bloqueio também atinge os espólios de Sérgio Guerra (PSDB-PE) e Eduardo Campos (PSB-PE), políticos que já morreram.

As empresas acusadas na ação são a Queiroz Galvão e a Vital Engenharia Ambiental.

Valores bloqueados:

Os R$ 3,57 bilhões são o resultado da soma dos limites máximo de valores que devem ser bloqueados nas contas dos investigados. Veja o detalhamento:

  • R$ 1.894.115.049,55 do MDB, de Valdir Raupp, da Vital Engenharia Ambiental, de André Gustavo de Farias Ferreira, de Augusto Amorim Costa, de Othon Zanoide de Moraes Filho, Petrônio Braz Junior e espólio de Ildefonso Colares Filho;
  • R$ 816.846.210,75 do PSB;
  • R$ 258.707.112,76 de Fernando Bezerra Coelho e espólio de Eduardo Campos;
  • R$ 107.781.450,00 do espólio de Sérgio Guerra;
  • R$ 333.344.350,00 de Eduardo da Fonte;
  • R$ 200.000,00 de Maria Cleia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha;
  • R$ 162.899.489,88 de Aldo Guedes Álvaro;
  • 3% do faturamento da Queiroz Galvão.

O MPF havia pedido os bloqueios para a 1ª instância da Justiça, que negou. Então, os promotores recorreram à 2ª instância ? o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) ?, que autorizou.

Portanto, a Justiça Federal cumpre agora, com o despacho do juiz Friedmann Anderson Wendpap da 1ª Vara Federal de Curitiba, o que foi determinado pelo TRF-4. A decisão da Justiça Federal é de terça-feira (21).

'Amplo esquema criminoso'

De acordo com o TRF-4, há indícios da prática de atos de improbidade por líderes de partidos e agentes públicos em prejuízo ao erário.

Para o tribunal, é necessário "garantir a efetividade do resultado final da ação ? em que apurada a existência de um amplo esquema criminoso, com prejuízos expressivos para toda a sociedade".

Dois esquemas que desviaram verbas da Petrobras foram descritos na ação que tramita na Justiça Federal.

Um deles envolve contratos vinculados à diretoria de Abastecimento, de Paulo Roberto Costa. Esses contratos, entre eles os vínculos com a construtora Queiroz Galvão, foram firmados individualmente ou por intermédio de consórcios.

Outro contrato é relacionado ao pagamento de propina no âmbito da CPI da Petrobras, em 2009.

De acordo com o MPF, Fernando Bezerra, que na época era secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, solicitou R$ 20 milhões em propina a Paulo Roberto Costa, diretor da Petrobras.

Segundo a força-tarefa, o ex-governador do Pernambuco Eduardo Campos e Fernando Bezerra, ambos na época do PSB, receberam propinas desviadas da construção da Refinaria Abreu e Lima.

O MPF explicou que a força-tarefa da Lava Jato e a Petrobras consideraram as atividades ilícitas como atos de improbidade e, por isso, foram pedidas a sanção de ressarcimento ao erário e a condenação à compensação dos danos morais e coletivos.

O que dizem os citados

Segundo o MDB, a decisão dada pelo TRF-4 de bloqueio de valores de R$ 1,8 bilhão não se refere ao MDB Nacional, mas ao diretório estadual de Rondônia. Segundo o partido, "pela legislação, os diretórios estaduais do partido são financeiramente e judicialmente autônomos, inclusive sendo pessoas jurídicas distintas". Por sua vez, o MDB de Rondônia afirmou que ainda não foi notificado da decisão.

A reportagem entrou em contato com o PSB, mas ainda não obteve retorno.

A defesa de Fernando Bezerra afirmou que as acusações "não se sustentam". Segundo os advogados do senador, os mesmos elementos instruíram um inquérito criminal que foi arquivado pelo STF e que a ação de improbidade está prescrita.

"O Juiz da 1ª Vara Federal de Curitiba, Friedmann Anderson Wendpap, determinou a extinção liminar do processo com relação a todo o núcleo político, tendo em vista que aquele não era o juízo competente para processar a ação", afirma a defesa de Fernando Bezerra. De acordo com os advogados do senador, a decisão do bloqueio é provisória e será submetida ainda ao colegiado da 4ª Turma do TRF-4.

A defesa de Fernando Bezerra informou também que tomará as medidas cabíveis para demonstrar "que não existem elementos probatórios capazes de vincular o Senador Fernando Bezerra Coelho às acusações de improbidade administrativa da Operação Lava Jato".

O deputado Eduardo da Fonte afirmou que ficou surpreso e classificou o bloqueio como "absurdo". "Esse caso já foi rejeitado pelo STF. Confiamos na justiça para que possamos esclarecer esses fatos. A verdade prevalecerá", afirmou.

A Construtora Queiroz Galvão informou que não vai comentar a decisão do tribunal.

A Vital Engenharia Ambiental informou que "não tem, e nunca teve, qualquer contrato ou sequer participou de qualquer processo de seleção de fornecedores junto à Petrobras e que confia na Justiça". A reportagem entrou em contato com a defesa de Eduardo Campos, mas ainda não recebeu resposta.

Fonte: JCB

Comentários

Outras matérias

  • Jornal da Central do Brasil

    Garoto morre na frente do Computador.

  • Jornal da Central do Brasil

    Morte de criança de 2 anos de idade

    Avó de menino de 2 anos encontrado morto em casa afirma que queria criar neto, em Goiânia. Delegado disse que perícia apontou lesões antigas e recentes na vítima. Suspeito do crime, padrasto está preso e negou ter agredido o menino em depoimento à Polícia...
  • Jornal da Central do Brasil

    Abuso Sexual

    Três irmãs, de 17, 20 e 26 anos, denunciaram que o padrasto, que tem 40 anos, abusou sexualmente da caçula quando ela tinha 9 anos. Elas foram à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) na noite de domingo (3) em Goiânia, depois que o h...
  • Jornal da Central do Brasil

    Pesca Ilegal

    A Polícia Militar do Amazonas, por meio do Comando de Policiamento Ambiental (CPAMB) e Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAMB), apreendeu na manhã desta quinta-feira (31) uma embarcação com mais de uma tonelada de pescado ilegal sem procedência. O barc...
  • Jornal da Central do Brasil

    Presidente da República

    O presidente Jair Bolsonaro chegou, nesta quinta-feira (31), ao Brasil após viagem por cinco países da Ásia e Oriente Médio, onde apresentou as reformas que o governo está empreendendo na área econômica e as oportunidades de investimento no País. O voo co...

RECADOS

  • Ireni Silvestre Barbosa Teixeira | Monte Alto - SP

    Ireni Silvestre Barbosa Teixeira

    27/02/2019 às 18h49

  • NARA MARIA DE ALMEIDA | PORTO ALEGRE - RS

    OBRIGADA IRMÃOS DE LUZ.....GOSTARIA DE RECEBER SEMPRE ATENDIMENTO EM MINHA CASA...NA MINHA VIDA...E TBEM PARA MINHA FILH...

    11/02/2019 às 17h17

  • Edjane | Arapiraca - AL

    Ouuuu delicia de musica ameiiiii

    19/11/2018 às 20h40

Escrever recado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

Copyright 2018 WEB-RÁDIO CENTRAL DO BRASIL «« Todos os direitos reservados »»
0%
Streaming Local7 Sites